Testosterona baixa: problemas hormonais e no desempenho sexual

Testosterona baixa: problemas hormonais e no desempenho sexual

A testosterona é o principal hormônio masculino, é diretamente responsável pelo crescimento da barba engrossamento da voz, aumento da massa muscular, além da produção de espermatozóides. Esse hormônio está presente também nas mulheres, mas em menor quantidade. A testosterona baixa causa problemas reprodutivos entre muitos outros que podem atingir tanto homens quanto mulheres.

Testosterona baixa: problemas hormonais e no desempenho sexual

Testosterona baixa

É logo após os 50 anos que os índices de testosterona começam a baixar. A diminuição da produção é caracterizada como andropausa nos homens, semelhante a menopausa, nas mulheres.

É necessário pontuar que a falta de testosterona não deixa o homem com impotência sexual, significa apenas que sua capacidade reprodutiva pode ser diminuída, já que compromete a produção de espermatozóides.

É possível notar a falta de testosterona a partir de alguns sintomas:

  • Diminuição da libido;
  • Menor desempenho sexual;
  • Depressão;
  • Diminuição da massa muscular;
  • Aumento da gordura corporal;
  • Diminuição da barba e pelos em geral;

Baixa testosterona não apenas afeta o desempenho sexual, vai além, podendo causar osteopenia e osteoporose. As chances de haver a redução do hormônio aumentam se o indivíduo consome bebida alcoólica, é fumante, acima do peso ou tem diabetes.

No caso das mulheres, mesmo que em baixa quantidade, a falta da testosterona deixa alguns indícios, como:

  • Perda de massa muscular;
  • Acúmulo de gordura visceral;
  • Diminuição do desejo sexual;
  • Depressão;
  • Desinteresse geral, que pode ser confundido com depressão;

Em contrapartida, o aumento da testosterona nas mulheres, pode desenvolver características tipicamente masculinas, como o crescimento de pelos no peito, rosto e região próxima à virilha.

Exame para medir nível de testosterona

Os valores que indicam o nível de testosterona muda de pessoa para pessoa, de acordo com sua etnia, idade, hábitos alimentares, se pratica esportes ou é sedentário. Portanto, os exames que medem a quantidade de hormônio no corpo não são específicos e pouco confiáveis, diante dos vários fatores que influenciam na medição.

Normalmente o médico pede duas dosagens, testosterona livre e testosterona total. A testosterona livre representa a concentração de hormônios que estão ligados às proteínas do corpo. A testosterona livre corresponde a cerca de 2% a 3% da testosterona total do corpo humano.

Os valores abaixo representam os valores médios de testosterona total no sangue, esses mesmos podem sofrer alterações.

  • Homens: 241 – 827 ng/dL
  • Mulheres: 14 – 76 ng/dL

Reposição de testosterona

A forma mais comum de aumentar ou fazer a reposição da testosterona é por meio de suplementos, que devem ser usados por meio de prescrição médica em forma de comprimidos, adesivo térmico, gel ou creme.

No caso dos homens a reposição de testosterona é indicada pelo urologista, os efeitos começam a aparecer dentro de 30 dias. O uso do hormônio deve ser indicado por um médico urologista, a aplicação de forma errônea pode levar a aparição de problemas de saúde, como gordura no fígado, colesterol alto, pressão alta e aterosclerose.

Para as mulheres, a ginecologista vai orientar a realização de exame para a medição de testosterona no sangue. A reposição do hormônio é somente indicada em casos de síndrome da deficiência androgênica ou quando os ovários param de funcionar.

Tenha uma vida mais saudável

Não existe uma forma de evitar todos os males que podem atingir o corpo e mente, mas você pode seguir algumas dicas para reduzir as chances do surgimento de alguns problemas:

  • Suplementos naturais;
  • Aposte em uma alimentação saudável;
  • Alimentos que combatem a falta de energia;
  • Busque nutrientes;
  • Sucos e chás são aliados;
  • Consuma chocolate, com cautela;
  • Beba água;
  • Atividade física;

Mantenha uma rotina alimentar saudável, exercite o corpo e a mente. Beneficie a sua longevidade, viva mais e feliz.

Nossas dicas são baseadas em estudos e pesquisas concluídas a aprovadas. Entretanto, antes de se medicar, ou mudar seus hábitos, é indicado que se consulte com um médico, e realize uma bateria de exa

  • Share post